Esgrima - Taça do Mundo em Lisboa: Joaquim Videira termina em sexto

O atirador Joaquim Videira terminou em sexto lugar a Taça do Mundo de espada, que decorreu em Lisboa, obtendo o melhor resultado de sempre de um português na prova “caseira”. 
Image 
O atirador Joaquim Videira terminou em sexto lugar a Taça do Mundo de espada, que decorreu em Lisboa, obtendo o melhor resultado de sempre de um português na prova “caseira”.

Videira, que amealhou mais pontos para o apuramento para os Jogos Olímpicos de Pequim’2008, melhorou o 19º lugar do ano passado e só caiu nos quartos-de-final (quadro de oito) perante o alemão Joerg Fiedler, por 12-9, num confronto em que o germânico esteve sempre em vantagem. Videira recuperou de uma diferença de cinco toques, no fecho do primeiro assalto, conseguindo estar a apenas dois de distância para o empate no último assalto, mas Fiedler - que eliminou Pedro Milharadas no quadro de 64 - geriu bem a vantagem. “[A prova] correu bem. Este resultado é consequência de nos conhecermos muito bem. Ele tem uma defesa muito sólida, por isso fiz tudo para que fosse ele a atacar, mas não o quis fazer”, explicou Videira, satisfeito por ter alcançado o objectivo a que se tinha proposto.

Nos oitavos-de-final, o atirador português venceu tranquilamente o francês Benoit Janvier (15-11), mas teve bastante dificuldade para se impor, no quadro de 32, ao ucraniano Dmyto Kyrylenko, tendo levado o encontro para o minuto suplementar. O vice-campeão mundial de 2006 teve que recuperar de uma desvantagem de três toques do primeiro assalto e chegou ao último empatado a sete, mas, no minuto suplementar, pertenceu-lhe o toque da vitória tangencial.

No primeiro combate do dia, Joaquim Videira venceu categoricamente o finlandês Denis Bade, que eliminou Hugo Borges no pré-quadro de 128, por 15-09. O mês de Março será decisivo para Videira, pois tem ainda quatro etapas da Taça do Mundo para pontuar (apenas se ficar nos oito melhores), evitando a deslocação a Praga, em Abril, para o torneio zonal olímpico, em luta pelas duas últimas vagas europeias para Pequim’2008.

No próximo fim-de-semana, Videira viaja até Tallin, depois a Berna (2 de Março), Estocolmo (08 de Março) e, finalmente, à Alemanha, no final do mês. “A confiança mantém-se e vamos continuar a trabalhar bem”, garantiu Videira, que apenas depende de si para obter o apuramento, mas que não poderá deixar de controlar os mais directos perseguidores.

A subida no ranking mundial também está garantida, mas só durante a semana se saberá quantos lugares “galgou” o atirador português.

Fonte: O Jogo