Confederação do Desporto de Portugal
 
CDP Comunicação e Marketing Notícias Desporto FPCiclismo Ciclismo - Caso LA-MSS: Regresso aos Nacionais está em perspectiva

Ciclismo - Caso LA-MSS: Regresso aos Nacionais está em perspectiva

Quase um mês após a investida policial à sede do clube e ao domicílio dos ciclistas portugueses da LA-MSS e do director-desportivo Manuel Zeferino, durante a qual terão sido apreendidos produtos dopantes, o caso que mais fortemente vinculou a dopagem ao ciclismo em Portugal, permanece sem resolução à vista, mergulhado na ausência de novos elementos da investigação da PJ, com o apoio do CNAD.

Ontem, na sede da Federação Portuguesa de Ciclismo, a equipa, representada por Manuel Zeferino e pelos seus patrocinadores, Luís Almeida (LA), Joaquim Silva Santos (MSS) e Aires Pereira (Póvoa de Varzim) esteve presente num encontro com a direcção do qual resultou a garantia de reactivação do seguro desportivo, entretanto suspenso após as primeiras inquirições da PJ. Esse era, até ontem, o elemento em falta e que, na prática, poderá permitir o regresso à competição da equipa.

"Foi uma reunião que serviu essencialmente para transmitir à equipa que não temos ainda conhecimento oficial de qualquer resultado do CNAD e da PJ. Foi discutida a questão do novo seguro e enviado à UCI a nova documentação. A equipa pode, em príncipio, increver-se nas corridas, mas a ausência de novos dados não altera a posição da Comissão de Estrada [apelo aos organizadores para a não inclusão da equipa no decorrer das investigações]", resumiu Artur Lopes, presidente da FPC.

O regresso à competição da formação poveira pode, contudo, afigurar-se mais complicado caso os organizadores continuem a preterir a equipa de Manuel Zeferino nas suas corridas.

Participação aberta em Paredes
"Qualquer atleta com licença válida no seu escalão pode e deve disputar os Campeonatos Nacionais", recordou Artur Lopes, avalizando a teoria do carácter excepcional dos campeonatos, não sujeitos a convite endereçado às equipas. Assim, sem mais novidades, todos os ciclistas portugueses da LA-MSS poderão competir nos Nacionais de estrada e contra-relógio de Paredes, entre 28 e 30 de Junho. A participação dos atletas nos Campeonatos Nacionais ocorrerá mais de um mês após a última prova, o GP Paredes, prova na qual a equipa poveira terminou com os primeiros três lugares e a vitória em duas de quatro etapas. Por sua vez, com a regularização do seguro, os atletas espanhóis poderão igualmente disputar o respectivo título no país vizinho.

Cronologia
19 de Dezembro 07
Artur Lopes, presidente da UVP-FPC denuncia, em entrevista, a existência de uma investigação policial em curso relativa ao tráfico de dopantes no ciclismo. O dirigente refere os valores sanguíneos anómalos de parte do pelotão português. Por sua vez, Luís Horta, responsável pelo CNAD destaca a colaboração com a estrutura federativa no desenvolvimento de um "passaporte biológico" português.

4 de Maio 08
O "Acordo Comum " no ciclismo, um instrumento de luta antidopagem, que previa a criação de um historial sanguíneo dos ciclistas profissionais, terminou de forma abrupta com a cessação do financiamento do IDP, após auscultação do CNAD que, por sua vez, contestou a pouca colaboração da Associação de Ciclistas num projecto no qual seria a parte mais interessada.
11 de Maio 08 Morte de Bruno Neves, ciclista da LA-MSS, em competição na Clássica de Amarante. A autópsia desmente falecimento provocado por traumatismo e evoca "morte natural" por paragem cardíaca.

19 de Maio 08
Numa operação policial sem precedentes, a PJ efectua buscas domiciliárias à sede da LA-MSS, assim como aos domicílios dos corredores portugueses da equipa e do director-desportivo, Manuel Zeferino. No dia seguinte, a PJ anuncia a apreensão de produtos e utensílios para práticas alegadamente dopantes. São ainda efectuados testes antidoping aos atletas. A Câmara Municipal da Póvoa de Varzim anuncia a rescisão do contrato de publicidade, assim como são denunciados os contratos das firmas LA (Aluminios) e MSS (construtora).

23 de Maio 08
A Federação Portuguesa de Ciclismo (FPC) solicita, em comunicado, aos organizadores de provas que não aceitem a inscrição da equipa LA-MSS enquanto decorrerem as investigações da Polícia Judiciária (PJ) e Conselho Nacional Antidopagem (CNAD).

25 de Maio 08
A equipa encontra-se com actividade suspensa, falhando a participação na Volta a Trás-os-Montes. A companhia seguradora, Liberty Seguros, rescinde o seguro de trabalho obrigatório invalidando a participação da equipa em provas desportivas.

16 de Junho
Quase um mês depois, a UVP-FPC não recebeu qualquer notificação oficial da PJ ou do CNAD que confirme ou desminta a apreensão de produtos dopantes. Por sua vez, a direcção do Póvoa Cycling Club, estrutura que alberga a equipa ainda não se pronunciou oficialmente sobre o caso.

Fonte: O Jogo 17/06/2008

Parceiros Oficiais

Logótipo da Secretaria de Estado da Juventude e do Desporto. Logótipo do Instituto Português do Desporto e Juventude. Logótipo da Câmara Municipal de Oeiras. Logótipo da Câmara Municipal de Oeiras. Logótipo dos Jogos Santa Casa.

Parceiros Comerciais

Logótipo da agência de viagens Cosmos. Logótipo da Sagres. Logótipo da Multicert. Logótipo da MDS.

Parceiros Comunicação

Logótipo da RTP. Logótipo do SAPO Desporto. Logótipo de "A Bola".
Este site utiliza cookies para ajudar a sua experiência de navegação. Ao navegar sem desativar os cookies, estará a concordar com a nossa política de cookies e com os nossos Termos, Condições e Política de Privacidade.