Confederação do Desporto de Portugal
 
CDP Comunicação e Marketing Notícias Desporto FPAutomobilismoK Automobilismo - Open de Ralis regressa à terra

Automobilismo - Open de Ralis regressa à terra

Depois de três jornadas já disputadas, o Campeonato Open de Ralis de 2008 regressa à acção com a primeira tirada em pisos de Terra, marcando assim um breve interregno nas provas de Asfalto. Com três vencedores diferentes em igual número de provas, entre eles o primeiro vencedor absoluto aos comandos de uma máquina Diesel, o Open de Ralis, que está na sua segunda temporada, está a apresentar-se muito competitivo e tudo leva a crer que o Rali de Arganil, quarta prova da época, não será diferente.

João Ruivo, o Campeão Pedro Peres e Jorge Santos são os três homens que podem bisar nos triunfos e todos eles contam com fortes motivações para tal. Ruivo vai tentar vingar o fraco resultado granjeado na última ronda, enquanto o Campeão em título está ainda em busca do forte ritmo que lhe valeu a conquista do ceptro no ano passado. Uma tarefa que se está a revelar difícil, como comprova a única vitória conquistada até ao momento contra as três que somava já no ano passado por esta altura. Por seu turno, Santos é o piloto mais regular de todo o pelotão. O líder da classificação do Open nunca ficou fora do pódio até ao momento esta temporada e é claramente o homem a bater nesta ronda do Clube Automóvel do Centro.

Mas se estes deverão ser os pilotos sobre os quais recaíram a maior parte das atenções, outros há também a seguir com atenção. Com o líder dos Clássicos de Ralis José Sousa a não marcar presença, por a prova não contar para o calendário do Campeonato de Portugal de Clássicos (Ralis), os sete pontos que tem de margem sobre Luís Mota na classificação geral fazem com que o segundo posto esteja em risco. O vice-Campeão do Open de Ralis foi o homem que melhor se deu nos pisos de Terra no ano passado, averbando mesmo o primeiro triunfo de 2007 precisamente na primeira prova de terra da temporada. É certo que Mota ainda não conseguiu, um pouco como Peres, mostrar o mesmo tipo de andamento que fez dele um crónico do pódio ao longo da época passada, mas tem agora uma excelente oportunidade para atacar a liderança da classificação, se bem que nesta prova do C.A.C. terá de se ver com a oposição de João Ruivo que já por duas vezes se conseguiu superiorizar na classificação e está apenas a dois pontos de distância.

Também a merecer acompanhamento atento, a luta pelo quinto posto promete emoções. Manuel Coutinho está em igualdade pontual com Aníbal Rolo, somando ambos mais três pontos que Octávio Nogueira e quarto que o já referido Campeão em título Pedro Peres.

Panorama semelhante é o que se vive no Campeonato de Portugal Júnior de Ralis com três nomes diferentes a terem já subido ao mais alto do pódio em igual número de provas. João Barros Leite foi o primeiro a fazê-lo e segue na frente na classificação, enquanto Francisco Grilo e Pedro Raimundo são os outros dois pilotos que podem repetir os triunfos.

Mas este dois pilotos não serão as únicas preocupações de Barros Leite. Manuel Maia conta com os mesmo 16 pontos que o líder, pelo que o desempate na frente da classificação é quase uma certeza absoluta. A juntar a Maia, Barros Leite terá ainda de se ver com Catarina Sousa, que segue em terceiro com menos cinco pontos, bem com os já referidos outros dois vencedores do ano, ambos empatados a dez pontos e a seis da liderança da prova. Diferenças muito curtas que fazem com que esta ronda Júnior organizada pelo C.A.C. prometa ser também muito disputada de início a fim.

Enquanto isso, a ronda do Clube Automóvel do Centro prepara-se também para dar a conhecer o primeiro grande vencedor do ano, não fosse o Rali de Arganil a última jornada do Troféu de Ralis – Centro (VSH), um particular onde tudo está ainda em aberto. Luís Mota lidera a classificação, mas os dois pontos de margem com que conta sobre os rivais Pedro Pedes e Paulo Correia fazem com que não haja margem para o mais pequeno erro.

A prova do C.A.C. Tem um total de 135,35km, dos quais 61,40 serão disputados ao cronómetro ao longo de três troços de classificação a realizar em dupla passagem. A acção começa pelas 11h14 do dia 17, com o arranque para a primeira Especial (Arganil 1), estando a chegada agendada para as 16h30.


Fonte: FPAK 16/05/2008

Parceiros Oficiais

Logótipo da Secretaria de Estado da Juventude e do Desporto. Logótipo do Instituto Português do Desporto e Juventude. Logótipo da Câmara Municipal de Oeiras. Logótipo da Câmara Municipal de Oeiras. Logótipo dos Jogos Santa Casa.

Parceiros Comerciais

Logótipo da agência de viagens Cosmos. Logótipo da Sagres. Logótipo da Multicert. Logótipo da MDS.

Parceiros Comunicação

Logótipo da RTP. Logótipo do SAPO Desporto. Logótipo de "A Bola".
Este site utiliza cookies para ajudar a sua experiência de navegação. Ao navegar sem desativar os cookies, estará a concordar com a nossa política de cookies e com os nossos Termos, Condições e Política de Privacidade.