Atletismo - Maratona do Mundial de Berlim: Fundistas de "folga"

A três semanas de terminar o prazo de mínimos de participação para a maratona do Mundial de Berlim, de Agosto próximo, o desinteresse por parte dos atletas portugueses em estarem presentes naquela distância é o principal dado a reter. Com efeito, ao contrário de épocas anteriores, na altura do ano em que tudo se define, há apenas um atleta (Luís Feiteira) com uma maratona agendada, a de Praga, a 10 de Maio próximo, precisamente o dia em que termina o prazo de obtenção do mínimo (2h13m).

De resto, todos os atletas que normalmente se mostram interessados em competir na maratona, nomeadamente os dois, Paulo Gomes e Hélder Ornelas, que estiveram nos Jogos Olímpicos de Pequim, preferiram fazer de 2009 um ano de regeneração. Alberto Chaíça, o maratonista mais consistente em termos de grandes campeonatos, não fará também nenhuma maratona este ano, preferindo esperar por 2010.

Do lado feminino, há, como é sabido, uma atleta com mínimo: Marisa Barros. A fundista nortenha conseguiu, em Fevereiro, ganhar a Maratona de Sevilha, com 2h26m03s, batendo o tempo exigido (2h32m30s) por larga vantagem. E deverá ser mesmo a única a participar, pois as duas atletas, Ana Dias e Inês Monteiro, que poderiam pensar na maratona do Mundial, uma vez que possuíam mínimo de 2008, orientaram a sua preparação para a pista: Inês para os 5000 m ou para os 3000 m obstáculos e Ana nos 10 000 metros. Anália Rosa, outra potencial candidata, até porque já representou Portugal em grandes campeonatos (10ª no Europeu de Gotemburgo), tentará desta vez a presença nos 10 000 metros.

Fonte: OJOGO 16/04/2009