Confederação do Desporto de Portugal
 
CDP Comunicação e Marketing Notícias Desporto FPAtletismo Atletismo - Nacionais de Clubes: Arma secreta é guarda prisional

Atletismo - Nacionais de Clubes: Arma secreta é guarda prisional

Licenciada em Educação Física, Sandra Teixeira deu aulas durante quatro anos, mas, desiludida com a profissão, acabou por tirar o curso de guarda prisional e, agora, exerce funções na cadeia de Tires. Por ser atleta de alta competição usufrui de um horário que se coaduna com o treino de alto nível.

"O facto de dar aulas de manhã e à noite fazia com que chegasse cansada ao treino. Quando tinha provas ou estágios era obrigada a faltar e os miúdos ficavam tristes, sem aulas. Isso tudo mexeu comigo…".

Entretanto, abriu um curso de guarda prisional. E Sandra não se deu ao trabalho de pensar duas vezes... "Eu sempre quis fazer parte de uma força de segurança, tirei o curso e há cerca de um ano que exerço", refere. "Tenho melhores condições para treinar, já que não trabalho à noite, nem aos fins-de-semana".

O 15º título feminino consecutivo do Sporting, alcançado no passado fim-de-semana no Pombal, foi conseguido após luta, ponto a ponto, com o FC Porto, que acabou num empate entre os dois emblemas, tendo a meio-fundista, uma das pedras fundamentais da equipa de Moniz Pereira, sido fundamental. Com dois momentos distintos: no primeiro dia perdeu surpreendentemente com Lilian Silva, nos 1500m, mas, no seguinte, redimiu-se ao ser segunda nos 3000 m, quando a expectativa seria ficar em terceiro lugar.

Ora, com esse ponto ganho, o do empate, o Sporting pôde accionar o primeiro factor de desempate - o número de vitórias individuais - que lhe foi favorável em oito vitórias contra cinco do FC Porto.

"Fiquei triste, desiludida nos 1500 metros. Inconscientemente perdi a posição na pista um e depois fui ultrapassada", recorda Sandra Teixeira. "Mas nos 3000 metros aconteceu a minha desforra. Todos me atribuíam o terceiro lugar, já que a eslovena do FC Porto e a Dulce Félix, do SC Braga, eram teoricamente melhores. Mas quando o meu treinador me disse, antes da prova, que teria de ser segunda para o Sporting não perder, dei tudo o que tinha e acho que foi a adrenalina que me fez melhorar o meu recorde pessoal por mais de 14 segundos!", explicou a atleta que resumiu assim o seu desempenho: "Fui a arma secreta do Sporting, tal como o professor Moniz Pereira me dizia…".

Fonte: O Jogo 17/02/2009

Parceiros Oficiais

Logótipo da Secretaria de Estado da Juventude e do Desporto. Logótipo do Instituto Português do Desporto e Juventude. Logótipo da Câmara Municipal de Oeiras. Logótipo da Câmara Municipal de Oeiras. Logótipo dos Jogos Santa Casa.

Parceiros Comerciais

Logótipo da agência de viagens Cosmos. Logótipo da Sagres. Logótipo da Multicert. Logótipo da MDS.

Parceiros Comunicação

Logótipo da RTP. Logótipo do SAPO Desporto. Logótipo de "A Bola".
Este site utiliza cookies para ajudar a sua experiência de navegação. Ao navegar sem desativar os cookies, estará a concordar com a nossa política de cookies e com os nossos Termos, Condições e Política de Privacidade.