Atletismo - Europeu de Crosse: Rui Pedro Silva: "Vai ser difícil chegar ao pódio..."

Rui Pedro Silva já terminou o estágio para o Campeonato da Europa de crosse e parte sexta-feira para Bruxelas, levando o secreto desejo de subir o pódio e melhorar o quinto lugar que é o seu melhor até à data.

Mas tem consciência de que não será fácil... O melhor fundista português da actualidade sente-se outro desde que conseguiu mínimos para os 10 000 metros de Pequim.

"Dei o salto depois dos Jogos Olímpicos. Sinto-me com mais motivação, um outro atleta", auto-avaliou-se. "Sinto-me melhor do que quando fiz mínimos para os Jogos. Agora na competição é que vamos ver, pois a verdade é que quase não tenho competido", esclareceu.

"O meu objectivo é ir ao pódio... mas é muito difícil. Agora há etíopes que são turcos e espanhóis, suecos vindos de África... Vai ser difícil. Ficar nos primeiros cinco ou seis já era bom", referiu.

Como se depreende, não lhe agradam as naturalizações. "Não concordo. Se nascessem naquele país ou fossem para lá em pequenos, ainda era aceitável. Mas quando já são atletas de nível mundial é que não concordo. Daqui a pouco nem vale a pena ir ao Europeu, que é quase um Mundial...".

As ambições colectivas, reconhece, também não são muitas: "Vai ser difícil chegar ao pódio...".

Fonte: O Jogo 09/12/2008