Confederação do Desporto de Portugal
 
CDP Comunicação e Marketing Notícias Desporto FPAtletismo Atletismo - Ponto final na carreira de 1500m: Rui Silva vai ser fundista

Atletismo - Ponto final na carreira de 1500m: Rui Silva vai ser fundista

É ponto final assumido da carreira de um dos melhores corredores de 1500 metros da história do atletismo mundial: Rui Silva deixará definitivamente essa distância, na qual obteve, ao ar livre, medalhas de bronze nos Jogos Olímpicos (Atenas'2004) e no Mundial (Helsínquia'2005), tendo ainda sido campeão mundial de pista coberta em 2001 e somado vários títulos europeus.

A notícia foi dada a "O Jogo" pelo seu treinador, João Campos, um dia depois de Rui Silva ter corrido os 5000 metros em Rovereto (Itália), com a marca razoável de 13m38,00s. Rui Silva vai apostar em distâncias superiores.

"Enquanto foi um dos melhores mundiais dos 1500 metros, era correcto que o Rui orientasse o seu treino para aquela distância, mas agora estamos numa outra fase da sua carreira e subirá na distância", declarou João Campos, não sabendo ainda se o seu pupilo centrará a atenção nos 5000 ou nos 10 000 metros. "Só o futuro o dirá, mas a aposta, embora seja já para o Mundial do próximo ano, visa sobretudo o Europeu de 2010, em Barcelona", referiu o técnico.

"O tempo que o Rui fez nos 5000 não foi muito bom - estaria à espera de uma marca na ordem dos 13m30s -, mas é suficiente para nos dar alento para a próxima época", considera João Campos.

Rui Silva, após a desilusão de não ter feito mínimos para Pequim, reiniciou a sua preparação já com nova metodologia, a apontar precisamente a resistência de longa duração. O atleta vai entrar num curto período de férias, depois das últimas competições deste mês, já englobadas no seu processo de treino. A hipótese de competir, em Dezembro, no Europeu de crosse em Bruxelas, onde há um ano foi medalhado de bronze, volta a colocar-se, dependendo das características do traçado belga. Entretanto, ainda terá de optar entre os 1500 ou nos 3000 metros durante o Europeu de pista coberta, que será em Turim, em Março de 2009.

Um ano de lesões
Aos 31 anos, Rui Silva viveu o período mais difícil da sua carreira. O ano passado falhou o Mundial de Osaca devido a uma lesão no tendão de Aquiles, que se seguiu a uma contractura numa coxa. O sportinguista mudou-se para a Maia e passou a treinar com João Campos, mas uma fractura num dedo do pé esquerdo e depois uma lesão abdominal, após uma excelente época de Inverno, roubaram-lhe o resto do ano e... os Jogos de Pequim.

Fonte: O Jogo 12/09/2008

Parceiros Oficiais

Logótipo da Secretaria de Estado da Juventude e do Desporto. Logótipo do Instituto Português do Desporto e Juventude. Logótipo da Câmara Municipal de Oeiras. Logótipo da Câmara Municipal de Oeiras. Logótipo dos Jogos Santa Casa.

Parceiros Comerciais

Logótipo da agência de viagens Cosmos. Logótipo da Sagres. Logótipo da Multicert. Logótipo da MDS.

Parceiros Comunicação

Logótipo da RTP. Logótipo do SAPO Desporto. Logótipo de "A Bola".
Este site utiliza cookies para ajudar a sua experiência de navegação. Ao navegar sem desativar os cookies, estará a concordar com a nossa política de cookies e com os nossos Termos, Condições e Política de Privacidade.