Atletismo - Inês Monteiro não conseguiu o mínimo olímpico

Inês Monteiro, na légua, não conseguiu o mínimo olímpico, terminado no sétimo posto, com 15 m 28,48 s. Assim, será olímpica na maratona. Nesta última prova, a etíope Meseret Defar ficou a pouco de um novo máximo mundial, com 14 m 12,88 s.

A consistência de resultados de Naide Gomes ao mais alto nível, demonstrada nas últimas semanas, prometia muito, e a sportinguista confirmou-o ontem no DN Galan, o Meeting de Estocolmo. Na sua última competição antes dos Jogos Olímpicos, saltou mais longe do que nunca, com um pulo de 7,04 metros. Marca que iguala o melhor resultado mundial deste ano (na posse da russa Kolchanova) e bate o máximo nacional, que já lhe pertencia, por três centímetros.

Naide, que realizou outro salto a 7,00 metros (com vento desfavorável de 0,4 m/s), revelou a sua euforia no final do concurso: "É um novo máximo nacional. Estou muito contente, sobretudo na perspectiva dos Jogos Olímpicos."

A portuguesa, que não encontrará Kolchanova em Pequim (não se qualificou no apuramento russo), torna-se assim a grande favorita ao título olímpico.

Francis Obikwelu voltou a revelar-se instável. Nuns 100 metros em que Asafa Powell (9,88 s) bateu o recordista mundial Usain Bolt num duelo jamaicano, por um centésimo, o português não foi além do sexto lugar, com 10,20s.

Realce ainda para Robles, nos 110 metros barreiras (12,91 s), e para a modéstia de Olsson (17,00 m) e Gregório (16,97 m) no triplo salto. Prova que Nélson Évora... seguiu com atenção.

Fonte:O Jogo 23/07/2008