Atletismo - Moniz Pereira: Pista (quase) pronta

Mário Moniz Pereira vai hoje visitar, na Alta de Lisboa, a pista de atletismo que foi baptizada com o seu nome há mais de um ano e meio, mas nunca chegou a abrir portas. De acordo com o vice-presidente do Sporting, esta visita surge na sequência do interesse que manifestou junto da câmara em conhecer o actual estado do complexo.

Manuel Brito, o assessor da autarquia lisboeta, que hoje acompanhará Moniz Pereira, garantiu ontem a "O Jogo" que a construtora já entregou a obra, tendo-a dado por concluída, e que a visita servirá para calendarizar a data de abertura. "Vai ficar operacional dentro de pouco tempo", afirmou.

A chamada festa de inauguração, a 15 de Fevereiro de 2007 , foi feita com toda a pompa e circunstância, mas a verdade é que a obra estava longe de concluída, tendo depois disso - altura em que mudou a vereação de Carmona Rodrigues para António Costa - sido votada ao abandono. Aliás, tem sido local habitual para exercícios dos bombeiros. Paralelamente, as recomendações técnicas da Federação Portuguesa de Atletismo (FPA) e da Associação de Atletismo de Lisboa (AAL) nunca foram acatadas, tendo a pista sido construída com deficiências e insuficiências para a prática do atletismo. Por exemplo, a excessiva proximidade da recta da meta a um ruidoso e poluente nó rodoviário.

Há cerca de quatro meses, a câmara voltou a contactar a FPA e AAL para uma nova vistoria técnica, tendo estas entidades repetido a duas novas engenheiras as mesmas recomendações. Hoje saber-se-á o que, desde então, foi ou não feito.

"Tem feito muita falta"
Moniz Pereira é responsável pelo atletismo do Sporting desde... 1945 e garante, sem hesitar, que "este último ano foi o mais trabalhoso de sempre", precisamente pela falta de uma pista própria. "Se o Sporting tivesse uma pista no seu actual estádio, tenho a certeza que já se teria realizado nela um Campeonato da Europa", afirma o professor que espera voltar a concentrar os atletas leoninos num único local de treino assim que a pista com o seu nome for aberta. "Tem feito muita falta nesta região de Lisboa", concluiu.

Fonte: O Jogo 26/06/2008