Directores gerais analisam dimensão social, económica e ética do Desporto na Europa

Luís Sardinha, que na qualidade de representante do Instituto do Desporto de Portugal (IDP) integrou a mesa da presidência da reunião, disse à Agência Lusa que a assembleia esteve centrada na apresentação pela Comissão Europeia do Livro Branco do Desporto e nos domínios específicos em que este se encontra estruturado.

Neste contexto, os Directores-Gerais do Desporto dos 27 países-membros da União defenderam a concertação da UE com a Comissão no que concerne à implementação do plano de acção Pierre Cobertin contemplando as dimensões social, económica e organizativa do desporto na Europa.

Na sua dimensão social, Luís Sardinha realçou a concordância dos delegados europeus na promoção generalizada da actividade física no espaço europeu, como elemento crucial para a saúde pública dos seus cidadãos.

Na vertente do financiamento do desporto, os delegados reconheceram a necessidade de os Estados exercerem um controlo que seja garante do suporte económico das actividades desportivas, sem prejuízo do esforço de identificação de outras fontes alternativas para esse mesmo fim.

Questão prioritária para a presidência portuguesa da UE, a luta contra o doping foi outro dos pontos relevantes hoje abordado na reunião dos Directores-Gerais do Desporto.

A este propósito, os delegados presentes expressaram apoio unânime à iniciativa de criação de um grupo de trabalho para preparar a posição dos diferentes países da EU com vista à próxima reunião dos ministros do desporto, aprazada para 25 de Outubro, em Lisboa.

No mesmo âmbito, foi também apoiada a iniciativa da presidência portuguesa da EU para a realização dois dias antes (23 de Outubro), em Lisboa, de uma reunião dos directores de laboratórios antidopagem acreditados pela Agência Mundial Antidopagem (AMA).

Em concreto, esta última diligência pretende promover uma análise detalhada sobre a utilização pelos jovens de substâncias proibidas em ginásios e de facilitar a cooperação na investigação sobre a matéria por parte dos diferentes laboratórios europeus.

Finalmente, os representantes do desporto dos países-membros da UE reiteraram o apoio à candidatura de Jean-François Lamour, antigo ministro francês do Desporto, para a presidência da Agência Mundial Antidopagem (AMA), actualmente liderada pelo canadiano Dick Pound.

No item relacionado com a vertente organizacional do desporto na União Europeia, os delegados reunidos em Lisboa manifestaram um suporte sem reservas ao mandato atribuído a Portugal pelo grupo de trabalho do desporto e saúde.

Assim, cumprirá a Portugal coordenar o grupo europeu de especialistas encarregado de proceder à redacção das orientações e recomendações relativas ao desenvolvimento da actividade física na Europa. Além da Directora-Geral de Educação e Cultura da Comissão Europeia, Otile Quintin, a reunião de Lisboa contou ainda com representantes do Conselho da Europa, da European Non Governamental Sports Organizations (ENGSO) através do Presidente da CDP, da Associação Europeia das Ligas Profissionais de Futebol e da britânica European Sports Workforce Development Alliance.